Reforma da previdência de Bolsonaro é desdobramento da reforma trabalhista

A reforma da trabalhista do presidente Bolsonaro, em tramitação no Congresso, é o tiro de misericórdia nos direitos dos trabalhadores.

Não se trata aqui se A ou B gostam ou não do presidente Bolsonaro. A discussão não é essa. 

O que está em cheque é o futuro do trabalhador. 

O presente já foi tratorado pela reforma trabalhista do Temer. O futuro é uma incógnita, caso a Reforma da Previdência seja aprovada.

Homens e mulheres levarão anos para se aposentar. Isso, se conseguirem se aposentar.

O comerciário será fortemente prejudicado. Devido a alta rotatividade do comércio, será muito difícil atingir o tempo de serviço necessário para se aposentar. 

Sem contar as mulheres, já penalizada com a extenuante jornada doméstica, terão o tempo de aposentadoria ainda mais elevado.

Por outro lado, políticos, militares e os altos funcionários públicos não serão seriamente atingidos.

Quem irá pagar a conta de suas aposentadorias seremos nós, os trabalhadores, o povo.

Que a reforma trabalhista tenha nos servido de lição. 

Não dá para ficar parado vendo os poderosos pressionarem os parlamentares e nós aqui fazendo cara de paisagem como se nada nos dissesse respeito.

Trata-se de mais urgente do que nunca estarmos juntos ao Sindicato. Nos sindicalizarmos para fortalecer nossa entidade de luta e participar da vida da entidade.

Isolados, nem o Sindicato nem os trabalhadores conseguirão nada.

Juntos, conseguiremos mudar essa situação.

Lido 180 vezes
Avalie este item
(3 votos)
Publicado em Artigos
Emerson Serra

Emerson de Jesus Serra é Suplente da Diretoria do Sindicomerciários-ES.

Denúncias

Se você está sofrendo qualquer tipo de abuso no seu local de trabalho, o Sindicato sempre será o seu maior aliado!

Informativos



Siga-nos nas redes sociais

Receba nossas notícias